Parabéns aos operadores de Telemarketing!

Hoje, dia 4 de Julho é o Dia do Operador de Telemarketing: Aquelas pessoas que estão sempre dispostas a ouvir, oferecer e a solucionar problemas. Também são aquelas que conversam com desconhecidos diariamente, usando da simpatia e paciência para compartilhar informações, serviços, resolver pepinos e, até mesmo, usar da psicologia – que aprendem de forma autodidata para o dia a diade seu trabalho.

Quem faz parte dessa profissão tem todo o direito de ter um dia especial só para ela. Afinal de contas, não é fácil ter que lidar com pessoas todos os dias, sendo sempre educado e respeitoso, mesmo quando a pessoa do outro lado da linha não tem a mesma postura.


Seja em uma operação de vendas ou em uma operação de atendimento, é muito importante contar com recurso de gravação de ligações. Inclusive em alguns perfis de contact center é exigido por lei que sejam realizadas as gravações das ligações e fornecidas ao consumidor quando solicitado.

Além do aspecto legal, as gravações são úteis também para trabalhar o processo da qualidade do atendimento dentro das operações.


Você já chegou para visitar uma empresa fazendo uma reflexão consigo mesmo “Este não é um bom dia para um encontro hoje”. E o que acontece…a venda não se realiza..não é mesmo? O oposto também pode acontecer.”Este cliente está no papo..meu produto não tem igual no mercado. A venda está garantida”. Acontece com todos os vendedores estes pensamentos.

Todas as pessoas criam uma mentalidade antes de iniciar uma venda. Por isso, necessitamos de um preparo antes de entrar em campo.


Fonte: Blog Meus Pedidos

A velha história de que a primeira impressão é sempre a que fica vale para diferentes áreas da vida, principalmente quando estamos falando de vendas e maneiras de encantar o cliente. Quem trabalha com vendas externas e representação comercial sabe que o telefone ainda é uma ferramenta importantíssima no seu dia a dia.

Você sabia que um primeiro contato pelo telefone mal sucedido pode acabar com suas vendas externas? Então confira agora os 6 erros mais presentes do primeiro contato por telefone e dicas para ficar longe de cada um deles.


Em tempos de incertezas econômicas todas as empresas querem investir de maneira mais inteligente em projetos que permitam aumentar o faturamento e diminuir o valor investido.

Nesse cenário, uma operação de vendas por telefone pode ser uma interessante alternativa. Entenda porque:


Fonte: Blog Televendas & Cobrança
Autor: César Frazão

 

As vendas por telefone ganharam força no mundo empresarial nos últimos anos, devido ao trânsito, preço dos combustíveis e falta de tempo. Por isso, é natural que surgisse, também, uma série de equívocos que podem colocar em risco as empresas e o futuro dos vendedores que utilizam o telefone como canal de vendas.

Pode ser que você e sua empresa estejam perdendo dezenas, centenas de negócios neste momento, simplesmente por acreditarem em alguns destes poderosos mitos:

1: Produtos de Alto Valor não se vendem por telefone, só pessoalmente.

Talvez esta seja uma das maiores crenças entre empresários e vendedores. No entanto, não passa de uma visão limitada sobre o alcance das televendas.

O sucesso de uma campanha de vendas por telefone depende muito de fatores como: banco de dados atualizado e direcionado, diferencial sobre a concorrência, estratégias e políticas de comercialização, ações de marketing como apoio, excelência no recrutamento e treinamento da equipe, motivação e vontade dos vendedores.

A venda é uma relação de causa e efeito, cujo sucesso depende de detalhes. Pode-se vender aviões, iates, máquinas pesadas, ações e muito mais por telefone.

2: Vendedor externo ganha mais do que vendedor interno

As pessoas têm o hábito de generalizar as informações. Quando falamos em vendas por telefone, existe um número muito grande de operadores iniciantes que trabalham em Call Center e ganham baixos salários, mas conheço vendedores internos que ganham ótimos salários, bem maiores que de vendedores externos. Depende do que você vende, do quanto vende e da empresa que trabalha.

3: Vender por telefone é só para mulheres

Este mito teve origem no nascimento da atividade de televendas há alguns anos, mais ou menos na década de 70 no Brasil, onde muitas telefonistas passaram a exercer a função de vendedoras em televendas. Formou-se, assim, um público predominantemente feminino, criando a falsa imagem de que esse negócio de vendas por telefone é para mulher. Conheço muitos vendedores homens que sustentam suas famílias por meio das vendas por telefone.

4: Televendas é para iniciantes

Atualmente, esse setor responde pela contratação de mais de 40% dos jovens que estão em seu primeiro emprego, ou seja, é um campo socialmente importante.

Porém, mais da metade da mão de obra que o setor contrata não são iniciantes.

5: Meus clientes preferem vendas feitas pessoalmente

Isso não passa de uma mera suposição, pois muitos vendedores afirmam isso pelo simples fato de estarem acostumados a vender pessoalmente e de gostarem da rua e do contato pessoal com os clientes (No fundo, o que os clientes querem é desconto e prazo!).

O cliente sempre estará disposto a comprar quando receber um excelente atendimento. Telefonemas objetivos e profissionais em horários adequados, envios de correspondências e e-mails informativos fazem uma pós-venda tão eficiente quanto a venda pessoal.

6: Pessoalmente é mais fácil vender do que por telefone

Este mito é dito com frequência por vendedores que conhecem somente um lado da moeda.

Não se pode negar que, na venda pessoal, o vendedor dispõe de mais recursos visuais como: folhetos, gráficos e pesquisas, entre outros. Por outro lado, ele enfrenta sérios problemas de locomoção, trânsito, calor, frio, chuva, falta de pontualidade dos clientes e preconceitos. Estes fatores não ocorrem com quem vende somente por telefone, onde se pode falar com dezenas de clientes, de diversas localidades, em um único dia.

Quanto mais trabalho e mais conheço empresas diferentes em todo Brasil, mais eu tenho certeza que É POSSÍVEL VENDER QUALQUER COISA A QUALQUER UM POR TELEFONE, desde que haja estratégias, pessoas e treinamentos adequados.

O que estamos precisando é de menos desculpas e mais resultados. Então, vamos em frente, vender com otimismo, competência e criatividade. Uh! Uh!

Boas Vendas e Sucesso!


Fonte: Startupi
Autor: Tatiana Botta

Por que os vendedores odeiam prospectar? O que há de tão terrível nesse “mal” necessário? As pessoas não gostam de se expor e, normalmente, a prospecção é uma enorme exposição, afinal de contas, você liga para alguém que não conhece, de uma empresa que não conhece, para falar sobre algo que o outro também não conhece. Por isso prospectar é tão assustador. É a arte e a necessidade de se apresentar para um desconhecido e convencer imediatamente.

Apesar disso, sem a prospecção, não existe venda. Se todos  nós tivéssemos a felicidade de bater nossas metas apenas recebendo indicações ou vendendo apenas dentro dos clientes de nossas carteiras, seria o melhor dos mundos, mas, até receber essas indicações, você certamente já se expôs ao mercado, ou até mesmo formar uma carteira que sustente a sua meta. Além disso, as indicações e as vendas na base também são, de certa forma, uma prospecção, mas de uma forma diferente.


Autor: Walter Coelho

 

Li outro dia um texto que falava dos vampiros existentes em nossa vida. Não pude deixar de notar a semelhança com o televendas (aliás com todas as áreas de atuação sejam elas profissionais e pessoais). Mas vamos abordar aqui nosso assunto principal: Televendas.

Os vampiros, aqueles que sugam o nosso sangue estão a nossa volta o tempo todo. Se alimentam de nossa energia, de nossa boa vontade. Mas o pior é que nos sugam com o nosso consentimento, permitimos e as vezes incentivamos este comportamento neles.