Como anda a relação com seus clientes?

Importante saber que sempre existe clientes nas relações, e o mais importante nisto é identificarmos as trocas. Por

Importante saber que sempre existe clientes nas relações, e o mais importante nisto é identificarmos as trocas. Por exemplo: quando estou no supermercado fazendo minha compra não escolhi determinado local simplesmente pelo produto que lá tem, pois isso eu encontro em quase todos lugares.

Escolho pela qualidade dos produtos, agilidade, organização, limpeza, aroma, sons, e atendimento ahhhh o atendimento. Gosto de lugares onde os colaboradores estão realmente dispostos a me atender e não suporto aqueles lugares que querem vender a qualquer custo. Ninguém mais suporta esse tipo de relação.

“As coisas” estão disponíveis:

O que faz a diferença na escolha será a forma como o cliente se identifica com o fornecedor. Sabe aquele atendente que se coloca no lugar do cliente e exatamente como a pessoa se sentiria ao comprar algo de determinada forma. Por exemplo: tem lugares que sabem do tipo de corte de carne que eu gosto, que se disponibiliza para olhar comigo a composição da fórmula ao eu dizer que tenho alergia a determinado item e me ajudar a encontrar um produto adequado, a isso damos o nome de empatia. E aqui entramos novamente na inteligência emocional. E quando o assunto é relacionamento com clientes como você com a empatia? Você sabe o que significa empatia?

Empatia:

Significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo. Ou seja: Você atende seu cliente como gostaria de ser atendido? E entenda como cliente inclusive seus funcionários se você for um Gestor. Você se coloca no lugar deles? Entende as dificuldades que eles passam no dia a dia. Está disposto a buscar soluções junto deles, ou simplesmente impõe que problemas sejam resolvidos?

A empatia leva as pessoas a ajudarem umas às outras. Está intimamente ligada ao altruísmo – amor e interesse pelo próximo – e à capacidade de ajudar. Quando um indivíduo consegue sentir a dor ou o sofrimento do outro ao se colocar no seu lugar, desperta a vontade de ajudar e de agir seguindo princípios morais. Não significa carregar a dificuldade do outro, mas simplesmente se colocar como canal de apoio. Muitos reclamam de falta de apoio, falta de ajuda, mas vamos refletir: O quanto você está disposto a ajudar alguém? Ajuda não significa doação, ou seja, não é necessariamente gratuita, mas é genuíno.

A capacidade de se colocar no lugar do outro, que se desenvolve através da empatia, ajuda a compreender melhor o comportamento em determinadas circunstâncias e a forma como o outro toma as decisões.

Ser empático é ter afinidades e se identificar com outra pessoa. É saber ouvir os outros, compreender os seus problemas e emoções. Quando alguém diz “houve uma empatia imediata entre nós”, isso significa que houve um grande envolvimento, uma identificação imediata. O contato com a outra pessoa gerou prazer, alegria e satisfação. Houve compatibilidade. Nesse contexto, a empatia pode ser considerada o oposto de antipatia.

EMPATIA x SIMPATIA

A empatia é diferente da simpatia, porque a simpatia é maioritariamente uma resposta intelectual, enquanto a empatia é uma fusão emotiva. Enquanto a simpatia indica uma vontade de estar na presença de outra pessoa e de agradá-la, a empatia faz brotar uma vontade de compreender e conhecer outra pessoa.

Agora depois de ler este artigo você consegue identificar finalmente como anda sua relação com seus clientes? Sejam eles internos ou externos.

Quando chegar a conclusão desta pergunta, reflita sobre como você age quando você é o cliente. Pense que tudo na vida funciona como espelho, da mesma forma como você trata seus cliente, você será tratado em outro momento.

Pin It