vampiro

Cuidado com os vampiros

Autor: Walter Coelho   Li outro dia um texto que falava dos vampiros existentes em nossa vida. Não

Autor: Walter Coelho

 

Li outro dia um texto que falava dos vampiros existentes em nossa vida. Não pude deixar de notar a semelhança com o televendas (aliás com todas as áreas de atuação sejam elas profissionais e pessoais). Mas vamos abordar aqui nosso assunto principal: Televendas.

Os vampiros, aqueles que sugam o nosso sangue estão a nossa volta o tempo todo. Se alimentam de nossa energia, de nossa boa vontade. Mas o pior é que nos sugam com o nosso consentimento, permitimos e as vezes incentivamos este comportamento neles.

Por que tem a ver com televendas?, por que geralmente andamos em grupos e tendemos a tomar as decisões em conjunto, ouvir “pretensos” líderes, assumir posturas coletivas. Nos deixamos influenciar por outros que se identificam com o nosso modo de pensar. Muitas vezes os teleoperadores que geralmente estão descontentes com o trabalho por todos os motivos que já conhecemos escolhem o caminho mais fácil: ouvir as reclamações destes supostos líderes negativos e tomar as decisões baseado nele. Por exemplo: O indivíduo que só reclama influencia outros a sua volta e forma um clima ruim para a equipe toda. Conclusão: faltas, turn over, baixa produtividade, sabotagem com tempo produtivo, etc… Na maioria das vezes este “vampiro” é improdutivo, tem sérios problemas de alta estima e busca aceitação externa.

Este tipo de vampiro existe em todos os níveis hierárquicos e atacam como os vampiros: no escuro, pelas costas, minando o ambiente.

Como eles convencem as pessoas? Por que vampiros são sedutores, bons de papo, gente fina. E é por aí que eles envolvem as “vítimas”. Pretensos amigos que exploram a carência de atenção alheia.

Outro bom exemplo é aquele que por natureza sente inveja e ciúmes do sucesso dos outros. Este tipo de vampiro vai tentar questionar negativamente as suas ideias, insuflar comentários negativos em uma reunião, tentar te ridicularizar perante a maioria. Se você não for suficientemente maduro, alta autoestima, respeito por si próprio, vai desistir de seus projetos e sonhos e deixar grandes oportunidades passar em branco. Sua tendência pode ser a de concordar com eles e se achar incompetente e andar cabisbaixo no meio da multidão.

Pegue o exemplo dos grandes líderes e das pessoas de sucesso (atenção: sucesso não é ser promovido a gerente ou diretor da firma. Sucesso é estar de bem consigo mesmo e principalmente com a consciência tranquila. Promoção deve ser sempre uma consequência de seus atos. Antes de ser promovido a supervisor você tem que ser um. A promoção é o reconhecimento natural de que você já é um supervisor): ouça sempre e só a voz da sua intuição em primeiro lugar, planeje o seu futuro, valorize-se. E trabalhe arduamente. Isto atrairá a atenção das pessoas que te interessam. Por que todos estamos cansados de perceber os negativos e os incompetentes. Os vampiros. Já os conhecemos. Tenho certeza que enquanto lê este artigo você está visualizando o seu vampiro conhecido. Então livre-se dele. Só assim ele procurará outra vítima.

Siga em frente na companhia de si mesmo e daqueles que te querem bem.

E seja feliz.

 

Walter Coelho é consultor e palestrante nas áreas de televendas e call center.

 

Pin It

Leave a Comment